THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Thursday, September 24, 2009

Imensidão

Era uma vez uma menina. Uma menina cujo coração sofrera já muito. Uma menina que encontrou alguém para quem não estava preparada. Alguém que virou o seu Mundo do avesso. Que a faz sentir coisas de que os outros escrevem. Que a faz sentir como se numa música estivesse. Mas a menina tem um medo imenso. Tem medo de se entregar totalmente. Tem medo de sofrer. A menina sabe que esse alguém irá um dia embora. Para não regressar. E que ela voltará a ficar sozinha. E que o seu coração ficará desfeito. Desta vez sem possibilidade de cura.

8 alinhamentos:

Melga said...

Compreendo....só quando perdemos a maior parte do medo...ficamos livres!

Syzygia said...

Mas neste momento é muito difícil perder o medo...
*bjs

HannaH said...

mesmo que a ferida se volte a abrir, a cura é sempre possivel...

Syzygia said...

Se calhar é, no mundo real. Mas no mundo desta menina, tal não será possível.

*bjs

Melga said...

Medo o contrário de coragem...
Na medicina e no amor nem sempre nem nunca...logo o medo será derrotado pela coragem de viver mas viver não é mais que a coragem de enfrentar e perder o medo...não sair do medo é morrer...
Jinho***

Only Words said...

Enquanto vivermos presos ao medo, dificilmente nos sentiremos livres e receptivos ao que de bom pode acontecer ou vir até nós!

Syzygia said...

Melga, mas o medo tem o condão de nos empurrar para um canto onde às vezes é confortável estar.

*bjs

Syzygia said...

Only Words, o problema é que libertarmo-nos do medo é complicado. Dá medo :)

*bjs